Beatriz Machado Gomes

Ensaio Opcional (10 de março de 2017)

In a time when there was not enough knowledge of molecular genetic, Francis Crick introduced a remarkable concept in science of life: the central dogma of molecular biology. Since 1958 until now, that term is a keystone to understand the flow of information. In brief, a sequential information is transfered to another family of polymer. A sequence of nucleotides in the DNA is code for the amino acid sequence of a particular protein. The genetic code is universal and let scientists compare all living things. Today, after the central dogma proposed by Crick, bacteria and elephants can be in a same molecular matrix, in spite of its morphological differences.

Corrigido por Lyslaine Sato em 17-03-17,

Francis Crick introduced a remarkable concept in science of life, The Central Dogma of Molecular Biology. In a time when there was not enough knowledge of molecular genetic. Since 1958 until now, that term is a keystone to understand the flow of information. In brief, a sequential information is transfered to another family of polymer. A sequence of nucleotides in the DNA is code for the amino acid sequence of a particular protein. The genetic code is universal and let scientists compare all living organisms. Today, based in the central dogma, bacteria and elephants can be in a same molecular matrix, in spite of its morphological differences.

Ensaio 1 (17 de março de 2017)

O DNA é replicado por um mecanismo semi-conservativo. O processo de replicação do material genético utiliza uma fita do DNA como molde para gerar outra e, consequentemente, uma nova molécula. Há, portanto, uma duplicação da sequência nucleotídica original. A implicação desse modo de replicação nos permite concluir que o fundamento intelectual das reconstruções filogenéticas é a dicotomia. Em outras palavras, de uma linhagem passamos a ter duas. Foi o que Meselson & Stahl evidenciaram em meados do século XX. Apesar de o experimento científico inicial ter sido feito com a bactéria E. coli, o mecanismo semi-conservativo de replicação do DNA é universal para todos os organismos vivos.

Comentário por Pietro Vicari (24/03/17)
De forma geral gostei do ensaio, parabéns. É possível verificar a ideia de sentença-tópico no começo do ensaio. As frases estão curtas e objetivas, fazendo uso da voz ativa. Só faço uma observação na segunda frase. O "consequentemente" deixa a leitura um pouco quebrada. Acredito que a frase poderia ser dividida em duas sem perder valor semântico, como: "O processo de replicação do material genético utiliza uma fita DNA como molde para gerar uma nova fita complementar. A fita-mãe e a fita-filha juntas formam a nova molécula de DNA." Também seria interessante colocar a referência (Meselson & Stahl).

Ensaio 2 (24 de março de 2017)

Um dos fundamentos da evolução molecular é a teoria neutra. Kimura em 1968 propôs a teoria com base em experimentos com hemoglobina e na estimativa de Haldane. De acordo com Haldane (1957), um novo alelo poderia ser substituído em uma população a cada 300 gerações. Kimura observou que cada substituição de nucleotídeo levava à produção de um novo alelo. Logo, se isso ocorre em uma população a uma taxa de 1 substituição a cada 2 anos, o processo ficaria tão grande que nenhuma espécie de mamífero conseguiria suportar. Assim, Kimura assumiu que a maioria das mutações produzidas pelas substituições de nucleotídeos seriam quase neutras na seleção natural.

Haldane, J.B.S. 1957. J. Genet. 55: 511.
Kimura, M. 1968. Nature 217: 624.

Unless otherwise stated, the content of this page is licensed under Creative Commons Attribution-ShareAlike 3.0 License